| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

CEDETRAN: Portal do Trânsito do Paraná
Desde: 20/02/2010      Publicadas: 228      Atualização: 02/04/2018

Capa |  Acidentes  |  Caminhoneiros  |  Campanhas de Transito  |  Crime ou Dolo  |  Guia do Transito  |  Leis do Trânsito  |  Noticias Recentes


 Campanhas de Transito

  02/01/2013
  0 comentário(s)


Programa "Pare na Faixa" , PERCEPÇÕES E REPRESENTAÇÕES

O uso da faixa de pedestre requer algumas precauções por parte de pedestre: parar, olhar, observar se vem carro e fazer o "sinal da vida", sinalizar com a mão a intenção de atravessar a pista. Respeitados os procedimentos iniciais, o pedestre está em condições de cruzar a faixa com segurança.



As ruas e as vias públicas são espaços destinados à circulação, movimentação e deslocamentos de pessoas, veículos e animais. A ocupação desses espaços sempre se deu de modo desigual entre os seus usuários. Tradicionalmente, o trânsito é organizado em função dos automóveis. O pedestre, nesse aspecto, é sempre relegado a planos inferiores. As políticas públicas de trânsito raramente contemplam agentes mais vulneráveis como pedestres e ciclistas. O corre-corre diário das pessoas e veículos nas ruas das cidades é grande. O trânsito é violento e mata, principalmente, pedestre.

Dentre os programas de segurança no trânsito que contemplam pedestres, a quase 15 anos o Governo do Distrito Federal criou , dentro do programa "Paz no Trânsito", o "Pare na Faixa" , uma iniciativa que estabelecia prioridade dos pedestres atravessarem as pistas em locais previamente determinados e sinalizados. A faixa de pedestre é representada por uma faixa branca contínua, que é a área de redução, na frente dela, uma área zebrada com linhas verticais, também na cor branca. A primeira linha indica o ponto em que o motorista deve parar. A área zebrada corresponde ao espaço destinado ao pedestre para efetuar a travessia.

O uso da faixa de pedestre requer algumas precauções por parte de pedestre: parar, olhar, observar se vem carro e fazer o "sinal da vida", sinalizar com a mão a intenção de atravessar a pista. Respeitados os procedimentos iniciais, o pedestre está em condições de cruzar a faixa com segurança.
Desde 1966, no Código Nacional de Trânsito previa o respeito à faixa de pedestre. Todavia, o dispositivo necessitava de regulamentação com relação à segurança dos pedestres ao atravessar as ruas e avenidas. Em janeiro de 1998, entrou em vigor o Código de Trânsito Brasileiro " CTB - que prevê a prioridade de circulação do pedestre para cruzar a faixa. O art. 70 diz: "Os pedestres que estiverem atravessando a via sobre as faixas delimitadas para esse fim terão prioridade de passagem, exceto nos locais com sinalização semafórica, onde deverão ser respeitadas as disposições deste código" O art. 71 complementa: " O órgão ou entidade com circunscrição sobre a via manterá, obrigatoriamente, as faixas e passagens de pedestres em boas condições de visibilidade, higiene, segurança e sinalização". O motorista que desrespeita o artigo 70 pode ser multado e a autoridade que não cumpre o artigo 71 pode ser responsabilizada. De acordo com a legislação, o pedestre que descumprir a norma e atravessar a pista fora da faixa também pode ser penalizado.

Para as autoridades de trânsito, a faixa de pedestre foi um importante avanço no trânsito do Distrito Federal. A Polícia Militar do Distrito Federal teve participação importante, inclusive o Comandante do Batalhão de Trânsito à época foi um dos responsáveis pela iniciativa de trazer a experiência da faixa de pedestre da Europa. O batalhão de trânsito ocupou-se efetivamente de, num primeiro momento, conscientizar os motoristas e depois, fiscalizar suas condutas nas faixas. Além disso, a Polícia Militar teve uma participação importante na realização de palestras nas escolas.

Os especialistas em segurança no trânsito consideram importante o "pare na faixa" no sentido de reduzir a violência no trânsito brasiliense. Todavia, o programa destacou-se pela participação direta da sociedade brasiliense em um programa de segurança no trânsito, cuja característica principal foi a relação positiva entre motoristas e pedestres. Uma interação dificilmente observada em outras regiões que não o Distrito Federal. O programa "Pare na Faixa" foi resultado da participação conjunta do poder público, da sociedade e da mídia na luta pela paz no trânsito.

Os motoristas têm uma percepção positiva da faixa de pedestre, porém, afirmam que em geral o pedestre se aproxima de uma vez da faixa e não fazem o "sinal da vida", o que dificulta o entendimento entre as partes envolvidas nessa relação. Para alguns motoristas, os pedestres não deixam claras as intenções de usar a faixa. Apesar das dificuldades relatadas, os motoristas são conscientes do seu papel e respeitam o pedestre no seu espaço de travessia.

Os pedestres, inicialmente, viam com desconfiança e restrição o uso da faixa de pedestre. Atravessar na faixa era seguro, porém, requeria alguns cuidados, principalmente, em relação ao segundo veículos a chegar na faixa que nem sempre parava. A relação de confiança dos pedestres em relação aos motoristas foi um processo mais demorado, levando algum tempo para se consolidar. A segurança e a confiança vieram com o tempo. As campanhas educativas, a conscientização dos motoristas e pedestres, a normatização e a fiscalização foram preponderantes para o processo de interação.

Depois de 13 anos de faixa de pedestre, o Distrito Federal criou uma geração que não conhece outra realidade. Uma geração que sabe que na faixa branca o pedestre tem prioridade. Crianças declaram que aprendem nas escolas, com os professores que os carros respeitam quem atravessa na faixa. Pais confirmam que nas escolas as crianças aprendem o que é usar a faixa e respeitar o pedestre. È uma geração que não conhece outro modo de cruzar a pista. Segundo especialistas, a cobrança que as crianças fazem aos pais para respeitarem a faixa faz a diferença por um trânsito mais seguro. Essas crianças de hoje serão os motoristas de amanhã.

Dados do Departamento de Trânsito do Distrito Federal mostram que em 1995, ano da implantação do programa "Paz no Trânsito" o número de mortes por acidentes de trânsito chegou a 35 mortes/100 mil habitantes/ano (652). Em 1997, ano da implantação do "Pare na Faixa" esse número era de 26 mortes/100 mil habitantes/ano (465), considerado alto. O número de pedestres mortos no trânsito do Distrito Federal era de 11 mortes/100 mil habitantes/ano (191). Em 2009, o número de mortes no trânsito foi de 16 mortes/100 mil habitantes/ano (424). Ocorreu uma redução de 37% no número total de mortes entre 1997 e 2009. Com relação aos pedestres, em 2009, o número de mortes caiu para 4,5 mortes/100 mil habitantes/ano (112), uma redução de 60% no índice de mortes/ano.

Portanto, o programa "Pare na Faixa" poupa aproximadamente a vida de 100 pedestres anualmente. O programa "Paz no Trânsito", o qual abriga o "Pare na Faixa" poupa 358 vidas anualmente das mortes no trânsito. São duas iniciativas do poder público que precisam replicadas por outras instâncias do Sistema Nacional de Trânsito. Todavia, não é o que se observa em âmbito nacional que, pela ausência de políticas públicas consistentes de redução de acidentes e mortes no trânsito, observamos esses índices crescerem ilimitadamente.

* Economista. Mestre e Doutorando em Sociologia pela Universidade de Brasília. Especialista em Educação para o Trânsito pela Universidade de Brasília. Policial Rodoviário Federal
  Autor:   TRANSITO SEGURO


  Mais notícias da seção Geral no caderno Campanhas de Transito
22/01/2017 - Geral - "Descarte consciente de bitucas " Ser fumante é uma opção, respeitar as leis de trânsito é uma obrigação"
dirigir com apenas uma das mãos, exceto quando deva fazer sinais regulamentares de braço, mudar a marcha do veículo, ou acionar equipamentos e acessórios do veículo*,art. 252, inciso I do Código de Trânsito Brasileiro " dirigir com o braço do lado de fora, todas estas gerando 4 pontos na CNH e multa no valor de R$ 130,16)....
15/04/2016 - Geral - A preocupação com o excesso de velocidade e o uso do cinto de segurança foram os temas escolhidos para o trabalho educativo durante o Maio Amarelo
A Coordenação do Maio Amarelo acaba de disponibilizar para todos os apoiadores do Movimento e à imprensa em geral, canais de TV e internet, os dois vídeos educativos para o trabalho de conscientização que vai marcar a mobilização em maio, deste ano....
25/05/2015 - Geral - Práticas (esquecidas) que tornariam o trânsito melhor
Vamos lembrar mais cinco atitudes que certamente deixariam nossa convivência no trânsito melhor? Confira:...
08/01/2015 - Geral - Ação criativa em estacionamento
"Se você bebeu e vai dirigir, esta vaga pode ser sua" foram colocados embaixo de carros no estacionamento de uma churrascaria....
25/11/2012 - Geral - Dinheiro de multas de trânsito só poderá ser aplicado em campanhas educativas
As receitas provenientes de multas de trânsito deverão financiar campanhas sobre direção defensiva, cultura da paz e combate à violência no trânsito...
29/02/2012 - Geral - CAMPANHA PELA VIDA DA CRIANÇA NO TRÂNSITO
Em caso de acidente, que esteja usando o cinto!...
25/05/2015 - Geral - "Esta vaga não é sua nem por um minuto"
chamar a atenção da sociedade para a necessidade de respeito às vagas de estacionamento para pessoas com deficiência depois de um episódio de desrespeito a uma deficiente em um estacionamento de supermercado...
24/10/2011 - Geral - Crianças aprendem sobre segurança no trânsito com a PRF
Polícia Rodoviária Federal ministrou uma palestra sobre segurança no trânsito para aproximadamente 40 crianças do colégio Madalena Sofia...
09/10/2011 - Geral - Jovens são as maiores vitimas de transito
O que realmente mata é o mau comportamento"...
30/08/2011 - Geral - Campanha de trânsito orienta motociclistas em Umuarama
blitz educativas e distribuição de panfletos...
14/08/2011 - Geral - Bicicletas também estão sujeitas às leis de trânsito
Bicicleteiros, ignoram a lei, colocando nas ruas veículos sem os manuais e equipamentos obrigatórios, previstos na legislação....
10/01/2011 - Geral - Campanha de conscientização do uso do cinto de segurança: equipamento ajuda a salvar vidas
A Polícia Militar está realizando em todos os municípios do Norte Pioneiro a Operação Verão Costa Norte...
07/05/2010 - Geral - "MOTOCICLISTA EU RESPEITO".
Participe! para conscientização dos motociclistas, motoristas e pedestres, para promoção da paz no trânsito. ...
27/03/2010 - Geral - Crianca é no banco de trás
vamos cuidar das nossas criancas...



Capa |  Acidentes  |  Caminhoneiros  |  Campanhas de Transito  |  Crime ou Dolo  |  Guia do Transito  |  Leis do Trânsito  |  Noticias Recentes
Busca em

  
228 Notícias